Novembro no instagram

No início do mês passado, apresentei-vos um resumo do meu mês de Outubro, onde vos falei sobre o que fiz, li, vi e ouvi. Este mês, e para nã...

No início do mês passado, apresentei-vos um resumo do meu mês de Outubro, onde vos falei sobre o que fiz, li, vi e ouvi. Este mês, e para não ser sempre a mesma coisa, trago-vos o meu novembro no Instagram(@___scorpiio__), uma vez que nos últimos 30 dias atualizei o meu perfil com mais frequência do que o habitual.


 Este décimo primeiro mês do ano foi um mês que, na minha opinião, se passou a correr. Não sei se devido a tudo o que aconteceu, se à volta de 180º graus que a minha vida deu ou se simplesmente devido à imensidão de testes, trabalhos e coisas que me ocuparam os dias. A verdade é que, no Instagram, não podem acompanhar por completo os meus dias, principalmente no que diz respeito à parte do estudo intensivo e às poucas horas que durmo todas as noites, mas se já tiverem o meu snapchat (biaarlourenco) podem comprovar tudo o que estou a dizer.

Na rede social das fotografias, chamar-lhe-emos assim, caso contrário irei fazer demasiadas repetições neste post, aproveitei para partilhar as fotografias que tirei num dos primeiros fins de semanas de Novembro, em que passei o dia na praia.

Sendo que a primeira foto, lado direito, em baixo, foi publicada ainda no mês do Halloween e das abóboras, todas as que seguem foram partilhadas neste mês que agora chegou ao fim.

Continuando a falar de baixo para cima, as três primeiras são alusivas à Ericeira e ao dia de que já vos falei. Espero, honestamente, repeti-lo rapidamente, porque o ouvir o mar, ver o mar, cheirar o mar, sentir o mar tem um je ne se quoi que me conquista e arrebata de uma maneira indescritível. Não é só a mim, pois não?

Dando um break nas fotos referentes a esse dia, temos a referência ao 13 de novembro de 2015, um dia que ficará marcado para sempre. Quando a cidade das luzes se apaga, o mundo acende-se por ela. Os ataques a Paris são um assunto do qual eu gostaria de ter falado aqui no blogue, pois gosto de saber a vossa opinião sobre estas coisas e gosto ainda mais de partilhar os meus sentimentos com vocês, uma vez que sinto que me compreendem. Talvez ainda o faça...

A verdade é que a tragédia que caiu sobre Paris não deve, nem vai ser esquecida. Da mesma maneira como as tragédias que ocorrem todos os dias, por todo o mundo, devem ser noticiadas e devem ser lembradas. Tal como disse, talvez ainda faça um post sobre isso, quiçá. 

Após a pequena homenagem a França, fiz uma espécie de brinde virtual à amizade! Ora, vamos lá ser honestos, se há algo que devemos prezar e acarinhar são os amigos e eu, em relação a isso, sou uma sortuda. Os meus, são mesmo os melhores do mundo e nunca na vida lhes poderei agradecer o que fazem por mim. Voltei então a fazer um throwback àquela tarde maravilhosa na Ericeira, até porque, aqui entre nós, gosto de throwbacks. Além disso, as boas memórias devem ser acarinhadas e relembradas, em qualquer altura e não apenas às quintas!

Após essas duas fotos, partilhei com os meus seguidores uma foto do amor da minha vida. Tem 4 anos e é um anjinho chamado Inês. É, sem dúvida, a menina dos meus olhos e posso afirmar, sem qualquer dúvida e com todo o orgulho, que sou uma tia babada. Segue-se então uma selfie porque why not?, seguida de uma frase que tirei do twitter e de um um novo throwback à tarde que passei na Ericeira.

E assim se passou o meu décimo primeiro mês do ano que, aqui entre nós, voou antes que eu pudesse dar conta dele. Foi um mês cheio de emoções, cheio de coisas boas e de coisas menos boas. Resta-me apenas desejar que o vosso, e o meu, Dezembro seja ainda melhor que este mês acabou!


You Might Also Like

0 comentários

O teu comentário é bastante importante para o crescimento do Bookaholic e para que eu saiba o que achas dos conteúdos e o que posso melhorar.

Por favor, deixa também o link do teu blogue quando fizeres um comentário, de maneira a que eu possa também visitá-lo. Não te esqueças também de preencher a opção 'Notificar-me', para que possas saber assim que eu responder.

Muito obrigada pela tua vista!