espalhar sorrisos no trânsito

No início do ano letivo, numa aula de português, a propósito do estudo da crónica, foi-nos, a mim e à minha turma, mostrado um vídeo de uma ...

No início do ano letivo, numa aula de português, a propósito do estudo da crónica, foi-nos, a mim e à minha turma, mostrado um vídeo de uma iniciativa de uma rádio brasileira que pôs o trânsito inteiro a sorrir às nove da manhã. O desafio da minha professora foi que nos imaginássemos dentro de um carro e escrevêssemos sobre a iniciativa como se a tivéssemos vivido na primeira pessoa. Uma vez que ela gostou bastante da minha crónica e que eu gostei bastante da iniciativa radiofónica, quero partilhar tanto o vídeo, como o texto com vocês. Ora vejam!


O dia tinha tudo para ser igual aos outros: uma segunda-feira aborrecida, preguiçosa, mal-humorada. Todos temos em nós um pouco de Garfield e o facto de alguém ter inventado o trabalho às oito também não ajuda nada! Contudo, cedo aquele dia se revelou um dia diferente daqueles a que estou habituada!

Acordei atrasada! Onde é que já se viu? Para piorar, depois de me vestir e de quase entornar o café na minha imaculada blusa branca, os miúdos não se querem vestir! É sempre a mesma coisa! Ora é porque lhes dói isto e não querem ir à escola, ora é porque não lhes apetece cereais para o pequeno-almoço! E eu refilo e apresso e vou-me queixando mudamente só de imaginar o caos que o trânsito estará. 

Lá saímos de casa. Ponho-os no carro, à pressa para não destoar do meu ritmo o resto da manhã, e e lá arranco, tentando evitar as ruas principais. Viro à esquerda aqui, à direita ali e... Bolas! A rua está fechada. Mas afinal quem é que se lembrou de fazer as festas da cidade justamente nesta altura? Será que não percebem que as pessoas têm que trabalhar? Dou a volta com o carro e rapidamente regresso para a rua conhecida mais próxima! Já sei que estou destinada a ficar presa no trânsito, mas ou isso ou arrisco a perder-me e não quero piorar mais o meu dia! 

Tal como previsto, dou por mim parada num mar de carros, impaciente e quase atrasada. Os miúdos começam a ficar cansados também e pedem-me que ligue o rádio. Lá o faço, colocando na estação habitual, mas hoje não há música...

O locutor propõe então que todos nós, adultos atarefados e impaciente, sorríamos para o condutor do carro ao lado. Olho para trás, para comentar com os miúdos a idiotice que era um desafio destes, mas eles já estão a sorrir e a acenar para os carros do lado. Olho para o veículo à minha direita, curiosa em saber se também os adultos daquele carro achavam aquilo uma loucura. Mas não... Sorriem-me. E os do lado esquerdo fazem o mesmo. Involuntariamente, também eu sorrio e, quando dou por mim, já toda a gente roda o pescoço para a esquerda e para a direita, espalhando sorrisos na impaciência e no caos do trânsito.

Os carros começam a avançar, desta vez com condutores sorridentes atrás do volante e eu, espantosamente, sinto-me mais leve. O dia, só por este bocadinho, já tinha valido a pena e algo me dizia que seria um dia mais feliz do que o habitual. No caminho para a escola dos miúdos, percebo que já há muito que não trocava sorrisos na rua e, até mesmo, que há muitos meses não sorria a caminho do trabalho.

É nesse momentos, com iniciativas como esta, que no meio dos afazeres e das obrigações diárias, percebo que, no meio de 7 biliões de humanos, o planeta perdeu a humanidade. Já não se valorizam as pequenas coisas, já não se comunica, já não se sorri a desconhecidos. Não gosto. Não gosto e não quero que seja assim. E é quando percebo isso que me comprometo a, doravante, sorrir para todas as pessoas que se cruzarem comigo. Se isso não melhorar o dia deles, ao menos melhorará o meu!

You Might Also Like

2 comentários

  1. woow adorei. Tão bonito :3

    Ana ♥
    http://aruivablog.blogspot.pt/ N/POST

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Ana. Obrigada também pela tua visita e pelo comentário.

      Beijinhos.

      Eliminar

O teu comentário é bastante importante para o crescimento do Bookaholic e para que eu saiba o que achas dos conteúdos e o que posso melhorar.

Por favor, deixa também o link do teu blogue quando fizeres um comentário, de maneira a que eu possa também visitá-lo. Não te esqueças também de preencher a opção 'Notificar-me', para que possas saber assim que eu responder.

Muito obrigada pela tua vista!