O FIM DA INOCÊNCIA II | BOOK REVIEW

"Para os adolescentes não existe o amanhã, apenas o hoje à noite. Saiba porquê n' O Fim da Inocência II ." Gonçalo, Diogo...

"Para os adolescentes não existe o amanhã, apenas o hoje à noite. Saiba porquê n'O Fim da Inocência II."

Gonçalo, Diogo, João, Isabel, Sara e Madalena são os nomes fictícios dos protagonistas da história real que nos é apresentada em O Fim da Inocência. Trata-se de uma história complexa e agressiva, um autêntico choque de realidade que nos atinge de uma maneira brutal. A história, narrada na primeira pessoa por Gonçalo, dá-nos a conhecer uma realidade completamente paranormal: a dum grupo de adolescentes que descobre a sua sexualidade e, em simultâneo, o álcool e as drogas, tudo isto levado ao extremo dos extremos. Desde o consumo ocasional de algumas drogas leves até ao coma de Gonçalo, provocado pelas denominadas drogas legais, este é um livro que nos alerta para os riscos que corremos todos os dias e que trata os perigos da idade das tentações da maneira mais crua, fria e direta possível.

O Fim da Inocência II é uma história arrojada e real que simplesmente devoramos - eu, pessoalmente, terminei o livro em menos de 24 horas. É uma narrativa chocante, escrita sem eufemismos ou pudores, apresentando a audácia e a ousadia dos personagens e dos seus atos da maneira mais crua e agressiva possível.

Ainda assim, é um livro que não devemos deixar de ler, uma vez que nos alerta e protege a nós próprios e nos "abre os olhos" para que consigamos proteger os nossos amigos, os adolescentes que temos na nossa vida e, talvez, também os nossos futuros filhos. Numa sociedade cada vez mais desenvolvida e informatizada é muito fácil deixar-mo-nos envolver pela sensação, errada, de que sabemos e conhecemos tudo, fazendo com que seja também mais fácil cairmos nos mesmos erros e perigos em que os personagens desta história verídica caíram. Ainda assim, esta mesma sociedade está ainda cheia de tabus e preconceitos que nos levam a, mesmo inconscientemente, nos fecharmos em nós mesmos e a não comunicar, o que nos leva a esconder as nossas curiosidades e as situações em que vivemos.

Um livro que, tal como Os Filhos da Droga ou A Lua de Joana, é um alerta e uma tentativa de consciencialização tanto para os adolescentes como para os pais e educadores. Francisco Salgueiro escreve sem qualquer pudor, sem qualquer medo e chocando os leitores, quer os mais sensíveis quer os mais habituados ao que realmente se passa nesta geração. Do fundo do meu coração que vos recomendo este livro, mas, também do fundo do meu coração, digo-vos: é um choque autêntico.

You Might Also Like

0 comentários

O teu comentário é bastante importante para o crescimento do Bookaholic e para que eu saiba o que achas dos conteúdos e o que posso melhorar.

Por favor, deixa também o link do teu blogue quando fizeres um comentário, de maneira a que eu possa também visitá-lo. Não te esqueças também de preencher a opção 'Notificar-me', para que possas saber assim que eu responder.

Muito obrigada pela tua vista!