SUFFRAGETTE | MOVIE REVIEW

Mothers. Daughters. Rebels. O filme que vos trago hoje carrega consigo uma enorme lição que tem tanto de histórica como de moral. Nos dia...


Mothers. Daughters. Rebels. O filme que vos trago hoje carrega consigo uma enorme lição que tem tanto de histórica como de moral. Nos dias de hoje, em que o feminismo anda nas bocas do mundo, é sempre importante relembrar de onde veio e o porquê de ainda precisarmos dele. Quase um século depois, a luta destas mulheres ainda está por terminar e, na minha opinião, o lançamento de um filme que mostre a origem da emancipação feminina é também de extrema importância.

Com lançamento em Portugal a novembro de 2015, protagonizado por Helena Bonham Carter, Carey Mulligan e Meryl Streep, Suffragette leva-nos à Inglaterra do início do século XX. Cansadas de lutar pelos seus direitos de forma pacífica e calma, as mulheres britânicas resolvem chamar a atenção para a desigualdade entre sexos da única maneira que os homens ouvem: violentamente, com guerra. Desde partir janelas a barulhentas manifestações, tudo o que chamar a atenção serve para se fazerem ouvir.

O movimento sufragista, liderado por Emmeline Pankhurst, imaculadamente interpretada por Meryl Streep, pretendia obter o direito ao voto, mas ao longo do filme vamos notando referências à diferença de salários, à opressão do sexo feminino e até ao abuso sexual e assédio no trabalho.

E quem são as três mulheres que vos apresento na imagem inicial do post? Sobre a Meryl Streep, já vos disse, interpreta Ms. Pankhurst, um exemplo e um figura líder para as jovens sufragistas; embora apareça pouco no decorrer da longa metragem, o seu papel é essencialmente incentivá-las a não desistirem da luta. Quanto à fenomenal Helena Bonham Carter, a sua personagem chama-se Edith Ellyn e é a mulher de um farmacêutico; trata-se de uma mulher inteligente, diplomada e que incentiva outras na luta pelos seus direitos. É, inclusive, no seu consultório, que ocorrem algumas das reuniões das sufragistas. Edith está na luta sufragista há algum tempo, sendo até uma mulher bastante afetada por isso. Carey Mulligan é Maud Watts, uma jovem mãe e esposa de 24 anos que desde que se lembra trabalha numa fábrica têxtil, sujeitando-se aos abusos, à opressão e a diferenças salariais sem chegar a pensar qual seria a mudança que o direito a voto traria para a sua vida.

Suffragette mostra então a iniciação de Maud no sufragismo, influenciada por Violet Miller, uma nova colega de trabalho que já está envolvida no movimento, bem como as condições em que aquelas mulheres trabalhavam e ainda um pouco da história por trás de algumas das sufragistas. Contando com duas personagens verídicas, Emmeline Pankhurst e Emily Wilding Davison, estupendamente interpretada por Natalie Press, figuras importantes para obtenção do voto feminino no Reino Unido, este é um filme que nos traz uma mensagem poderosa de luta e determinação, de tudo por uma causa.

Para além do desempenho fantástico das atrizes, é de notar e referir a autenticidade do ambiente, parecendo, de facto, que as cenas que vemos foram gravadas na época, bem como tantos outros aspetos que fazem deste um filme estupendo. Na minha opinião, um filme cuja visualização é obrigatória.

You Might Also Like

12 comentários

  1. Este é um tema que me interessa bastante e deixaste-me com imensa curiosidade para ver o filme, não só pelo enredo e mensagem que transmite mas também pelas atrizes que são fenomenais.

    http://sixmilesdeeper.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por ter despertado a tua curiosidade. É, sem dúvida, um filme a ver! A mensagem é super poderosa e as atrizes transmitem-na de uma maneira muito direta, muito real e muito, muito forte. Eu, pessoalmente, desconhecia o trabalho de Carey Mulligan e fiquei bastante satisfeita com o que vi. Espero que vejas e que gostes!

      Um beijinho.

      Eliminar
  2. Tenho mesmo de ver este filme!!

    Passa pelo meu blog e deixa as tuas perguntas:
    http://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/2016/03/q-2-facam-as-vossas-perguntas.html

    Caso possas responder a este questionário acerca dos direitos das mulheres agradecia!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um filme fantástico, mesmo! Espero que vejas e que gostas. Vou dar sim um saltinho ao teu blogue e espero que tenhas gostado de visitar o Bookaholic e que esta visita se repita.

      Um beijinho.

      Eliminar
  3. Nunca vi o filme, mas a minha mãe sempre quis ver comigo mas ainda não tivemos oportunidade :)
    Segui o blog, beijinhos
    Aqui fica o meu, www.prettyinpinkmc.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sem dúvida um filme que vale a pena ver! Espero que o vejas e que gostes. Muito obrigada pela tua visita, pelo teu comentário e por seguires o blogue. Vou, com certeza, visitar o teu e deixar lá o meu comentário também.

      Um beijinho.

      Eliminar
  4. ainda não vi, mas agora fiquei mesmo muito curiosa! tenho de o ver :D

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que já deu para ver pelo post que o recomendo com todas as minhas forças. Espero que vejas que gostes.

      Muito obrigada pela tua visita e pelo teu comentário.

      Um beijinho.

      Eliminar
  5. Ainda não vi, mas fiquei super curiosa :)

    http://quase-italiana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Recomendo arduamente que vejas, acho que se percebeu pelo post ahahah! Espero que vejas e que gostes.

      Muito obrigada pela tua visita e pelo teu comentário.

      Um beijinho.

      Eliminar
  6. Adoro bastante o teu blog! E quero muito ver esse filme até porque tem duas atrizes que adoro, venero! Boa sorte com o blog :) Beijinhos
    littlegirlsinbigproblems.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, querida! O filme é mesmo, mesmo muito bom e merece todos os elogios que lhe possam ser dados. Obrigada e muita sorte também para o teu blogue.

      Muito obrigada pela tua visita e pelo teu comentário.

      Um beijinho.

      Eliminar

O teu comentário é bastante importante para o crescimento do Bookaholic e para que eu saiba o que achas dos conteúdos e o que posso melhorar.

Por favor, deixa também o link do teu blogue quando fizeres um comentário, de maneira a que eu possa também visitá-lo. Não te esqueças também de preencher a opção 'Notificar-me', para que possas saber assim que eu responder.

Muito obrigada pela tua vista!